(62) 3238-1100 contato@hmap.org.br
Escolha uma Página

A Organização Mundial de Saúde (OMS), estima que ocorram, a cada ano, cerca de 937 mil novos casos de sífilis no mundo, e esses dados só aumenta. O Hospital Municipal de Aparecida (HMAP), realizou uma palestra entre os profissionais de saúde que atuam na unidade com objetivo de levar conhecimento. Temas como a causa e o período de incubação foram tratados de forma leve e didática.

 A sífilis é uma doença infecciosa, transmitida através de contato sexual, curável, causada por uma bactéria conhecida como Treponema pallidum. O primeiro sintoma da doença é uma ferida que não sangra e não dói e que surge após o contato direto com a ferida de sífilis de outra pessoa. Quando não tratada, a doença pode evoluir para formas graves, comprometendo, especialmente, os sistemas nervosos e cardiovasculares.

A palestra foi ministrada pela coordenadora de IST/HIV/AIDS e Hepatites Virais do município de Aparecida, Daniele de Oliveira. O HMAP tem orgulho em promover ações que incentivam a reciclagem dos profissionais a fim de capacitar nossos profissionais para atendimento da população, que muitas vezes, apresenta dúvidas no cotidiano hospitalar.

Para Alana de Oliveira, supervisora de epidemiologia, a palestra foi fundamental para troca de experiências. “O HMAP teve como ação de saúde o dia de combate a sífilis, onde foi abordado o aumento crescente dos números de casos em decorrência no diagnóstico tardio da doença. A palestra foi ministrada com intuito da conscientização na prevenção e detecção precoce da doença em fase inicial”, finalizou.