(62) 3238-1100 contato@hmap.org.br
Escolha uma Página

“Aqui é como hotel 5 estrelas”, é desta maneira que Célia Vieira Cardoso avalia sua passagem no Hospital Municipal de Aparecida (HMAP). Célia está na unidade de saúde há 8 dias acompanhando sua filha Quézia Cristina, de 7 anos, que está internada com pneumonia.

O anúncio de uma doença traz diferentes reações nas pessoas e ao ser diagnosticado o paciente busca não só um tratamento de qualidade, mas um ambiente humanizado que auxilie na recuperação. Com apenas um ano de funcionamento, o HMAP conta com um atendimento humano que envolve todos os setores do Hospital. As práticas buscam dar dignidade aos cuidados realizados aos pacientes.

Célia Vieira destaca a atenção que os profissionais da unidade têm dedicado a ela e sua filha. “Me senti acolhida. Os profissionais do HMAP são muito atenciosos, eles cuidam e preocupam com os pacientes. O hospital não parece ser público, podemos afirmar que o HMAP tem uma estadia de hotel 5 estrelas”, avalia.

Humanização do tratamento

O Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP) coleciona histórias de gratidão aos médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e todo o quadro de colaboradores que compõem a unidade de saúde. De acordo com Setor de Atendimento ao usuário, o índice de satisfação do paciente é mensurado por meio de duas pesquisas, uma para o usuário interno e outra para o externo. Nestas pesquisas é avaliado o atendimento recebido no hospital.

O reconhecimento e gratidão por todos os colaboradores do HMAP é resultado da humanização no atendimento ao paciente, que faz com que eles se sintam acolhidos, confortáveis e agradecidos.

O Hospital que virou ”Hotel”

O Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP) é uma unidade de alta complexidade e conta com Unidade de Terapia Intensiva Adulta e Pediátrica. Conta com 60 leitos de Clínica Médica Adulto e 30 leitos de Clínica Médica Pediátrica; 10 leitos de Clínica Cirúrgica; 10 leitos de Terapia Intensiva Pediátrica; 20 leitos de Terapia Intensiva Adulta e 23 leitos de retaguarda, entre observação, recuperação anestésica, sala vermelha e amarela.

Essa matéria foi originalmente publicada no Portal Diário da Manhã